Thursday, August 06, 2009

*+*+* se fizessemos sexo... *+*+*

Vi este desafio por aí e achei-lhe piada. As respostas aqui dadas valem o que valem, por isso acredita quem quer LOL.

1.Preferias ser tu a controlar a situação?
Depende, podemos alternar?

2. Sussurrarias ao meu ouvido?
Difícil...

3. E os beijos: com pouca ou muita língua?
Qual é a piada de pouca língua durante o sexo?

4. Dirias o meu nome?
Posso antes chamar-te nomes?

5. Irias lá abaixo?
Se me apetecesse algo guloso.

6. Deixavas que te beliscasse?
Não!

7. Quantas vezes o faríamos?
As que desse pra fazer.

8. O que farias a seguir?
Ficaria deitada a tentar recuperar a consciência.

9. Despirte-ías completamente e depois tiravas as minhas roupas, lentamente?
Eu tiro as tuas e tu tiras as minhas.

10. Lambias-me e mordias-me por todo o corpo?
Se o apetite for muito, é claro!

11. Brincavas um bocadinho ou ias directo ao assunto?
Se tivesse danada pra brincadeira...

12. Deixavas-me brincar sozinho(a)?
Para isso ficava em casa sossegada.

13. Gostavas que o fizesse de forma rápida ou mais lentamente?
Em ritmo rápido mas durante muito tempo... :P

14. Onde o quererias fazer?
Em qualquer lado!

15. Farias muito barulho ou ficarias calado(a)?
Barulho! Barulho! Barulho!

16. Importar-te-ías se eu teria gostado?
E se eu teria gostado?

17. Farias isso hoje?
Hoje não que dói-me a cabeça.

18. Farias isso amanhã?
Amanhã não que me vai doer a barriga.

19. Telefonavas-me pela manhã?
De manhã estou a dormir, mesmo quando estou no trabalho.

20. Vais fazer disto um novo post para que também eu te possa responder?
Não.

Friday, April 03, 2009

Banda Sonora para uma Queca

Período Fértil

Não. Não me estou a referir ao período em que a mulher estará mais fértil e portanto mais facilmente poderá ser concebido um novo ser.

Refiro-me antes ao período fértil em ideias, sejam idiotas ou não.
Tenho vindo a reparar que sou acometida por estes períodos em intervalos mais ou menos regulares.

Digamos que a minha apetência para observar, analisar, criticar, inventar, criar depende muito desta espécie de ciclo.

Seremos todos assim?
No meu caso o ciclo parece ser mensal. Estará relacionado com as variações hormonais?
E porque será que a minha criatividade e parvoíce fluem mais em dias de sol do que em dias monotonamente cinzentos?

Intrigante... mas já estou cansada de analisar e escrever sobre isto...
Vou lá fora apanhar ar e sol, que isto de estar fechada, num escritório sem janelas a olhar para um monitor, é do PIOR!!!

Wednesday, March 11, 2009

Estas irmãs têm jeito para a profissão mais antiga do mundo.

"Ana Maria Salgado diz que «mentiu nos depoimentos anteriores» a pedido de Pinto da Costa e garante até que o presidente do F.C. do Porto lhe pagava cinco mil euros por mês.
...
todos os meses passou a entregar-lhe a mesma quantia num envelope, primeiro através do referido empresário e mais tarde, por via do advogado Pedro Alhinho. As mesadas terminaram no mês passado..." in http://www.tvi24.iol.pt

Mas estas tipas fazem tudo o que lhe dizem desde que lhe paguem???
Há noite, em certas esquinas, em certas ruas também se vêm tipas com o mesmo modo de vida.

Mais um processo contra PDC???
Será ele também vítima de uma campanha negra?

Agora que vejo a fonte desta notícia, há algo de negro a pairar nas minhas ideias.

Wednesday, December 10, 2008

" O amor é a música que dá ritmo ao bater do nosso coração."
Angélika

Um como tantos outros

Hoje não me apetece ir trabalhar.
É a mudança de ritmo que mexe comigo, com os meus nervos - mas hoje é pior, vou de transportes públicos.
Estou na paragem de autocarro há mais de 20 minutos e o vento sopra frio e zangado. Se calhar também ele não queria ir trabalhar.
Dói-me o estômago. Dói-me a cabeça.
Já estou sentada no meu lugar e olho pela janela enquanto sou conduzida.
Paramos no trânsito e a impaciência toma conta de todos. Não queremos ir para onde vamos, mas ficamos ansiosos porque não queremos chegar tarde.
Num intstante o sol incandeia-me e fecho os olhos - desejo voltar para a minha cama.
Dormi muito mal esta noite.
Estas mudanças de ritmo mexem comigo, com os meus nervos.
Hoje levo brincos novos à espera que alguém repare e aprecie. Fi-los ontem à noite.
Finalmente cheguei à primeira paragem e não quero sair.
Quero ficar aqui sentada a apanhar sol.

Angélika
P.S. Não me falaram nos meus brincos novos. É pena, porque eu adorei o resultado.

Thursday, August 14, 2008

Tenho saudades de...

Tenho saudades dos tempos idos...

Em que não gostava de ir à escola,
Mas depois só queria lá ficar a brincar.

Quando gritava "Ó Bó traz-me pão com manteiga!"
Logo quando chegava a casa e me sentava a ver os desenhos-animados.

Quando tinha medo do escuro,
e quando o meu avô me dava chocolates em forma de guarda-chuva.

Quando passava as tardes a brincar com as minhas primas,
e quando brigava imenso com o meu irmão.

Quando chorava porque estava doente
e quando caía da bicicleta.

Quando me enrolava no colo da minha mãe e ela me afagava os cabelos
e quando eu nunca queria ir pra cama dormir.

Quando ía à praia com a minha família
e nem me importava com o meu aspecto físico.

Quando comia doces até ficar com dores de barriga
e quando usava totós e tranças no cabelo.

Quando pegava no meu irmão bebé ao colo
e quando tinha medo dos trovões.

Quando deixava fugir o balão que me compravam nas festas da terrinha
e quando estremecia com o fogo de artifício.

Quando o natal era o melhor dia do ano
e quando eu detestava ter de comer peixe.

Quando sonhava com as paixonetas da escola
e quando calçava as sandálias de salto alto da minha mãe.

Quando não havia Tv a cores
e quando fazia muito frio e cheirava a pinhas queimadas nas lareiras.

Quando me sentava à janela a ver a chuva cair
e quando comia sandes de salada.

Quando fazia concursos de arrotos
e quando a professora me dava reguadas.

Quando não havia computadores
e quando escrevia cartas para amigos de África.

Quando detestava educação física
e quando saía mais cedo da escola.

Quando ía a Fátima e adorava o piquenique
e fugia na hora de ir à missa.

Quando ía ao parque infantil andar de baloiço
e a minha Bó me dava pão com marmelada e leite.

Quando batia com as portas lá de casa
e brincava com os meus tios.

Quando aprendi uns acordes no violão
e quando ouvia a minha mãe cantar.

Quando a minha avó me contava histórias
e quando tomava água de mangueira.

Quando me ofereciam mais um lego
e quando aprendi a fazer crochet.

E tenho saudades de ontem, quando não me doía um dente do siso!!!

By Angélika





Tenho saudades de ontem, quando não me doía o dente do siso

Tuesday, August 05, 2008

Sado-maso

Um casal descobre uma revista sado-masoquista escondida no quarto do filho:
Mãe - "O que fazemos ao miúdo?"
Pai - "Bom, pelos vistos não adianta bater-lhe..."